Lula chama Jovens de “babacas”. E Martaxa relaxa…

Xadrez eleitoral: Lula agride Juventude.

Eleições 2008.

 

(Lula do PT chama jovens de Babacas)

O PT tem dado um verdadeiro Show de desrespeito aos Brasileiros.

Recentemente Martaxa sugeriu que os Brasileiros “relaxassem e G…” diante da crise aérea que chocou o país.

Agora foi a vez do Presidente Lula desdenhar dos Brasileiros ao chamar os Jovens de “babacas” ao se referir a programa do seu Governo na área educacional.

Lula deixará de Presidir o país para fazer campanhas para os seus “companheiros”, em especial, para Martaxa em São Paulo.

O povo lamenta já que elegemos as pessoas para governar e não para servir de cabos eleitorais de luxo nas eleições, sobretudo pois somos nós que pagamos os seus salários.

Agora Lula ofende os jovens como um todo ao se referir a nós como Babacas.

Para Governar é preciso ter “tolerância democrática às críticas”. Faz parte do processo receber críticas e, esta reação mal educada do Presidente Lula, mosta como o PT trata a coisa pública e a nós brasileiros.

Será que Lula se dirige desta forma ao seu filho, gênio das finanças e empresário que tanto lucrou no Brail das Maravilhas?

Leia íntegra.

(por zé rubens)

Em um discurso inflamado durante inauguração de um campus universitário em Juazeiro do Norte (CE), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva taxou ontem à noite seus críticos de “babacas” que não entenderam a “revolução” na área da educação.

Lula usou duas vezes a palavra “babaca”. A primeira foi ao falar do Prouni (Programa Universidade para Todos), classificado por ele de “idéia genial”.

“Quando criamos o Prouni tinha um tipo de gente que fazia discurso assim contra o governo: “ah, estão privatizando a educação”, “ah, estão dando dinheiro para universidade particular”. Ou seja, os babacas não percebiam que estávamos fazendo uma revolução na educação brasileira”, afirmou.

Logo depois, reclamou dos estudantes que protestaram contra a alteração, via Reuni (Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais), que aumenta de 12 para 18 a média de alunos por professor nas universidades federais.

“Aí tinha um tipo de estudante daqueles que vocês sabem, que vai para a reitoria querer bater no reitor. “Ah, 18 alunos é muita gente na sala de aula, 18 alunos vai atrapalhar a educação”. O babaca rico que já estudava não queria que o pobre tivesse a chance”, disse, evocando o discurso de ricos e pobres, e dizendo que prefere governar para os últimos.

“Eu digo todo dia: governo para todos, não discrimino ninguém. Mas faço como a minha mãe. Se eu tiver um bife, não tem um filho mais bonito que vai comer sozinho não. Todos vão dar uma lambidinha.”

Lula fez diversas referências ao próprio passado no discurso. Numa delas, culpou seus antecessores pela violência urbana ao dizer que “a política econômica estabelecida neste país nos últimos 40 anos fez gerar duas gerações de jovens sem oportunidades”. Então lembrou ser o oitavo filho de uma família pobre, na qual “ninguém virou bandido, nem nunca roubou um centavo”.

Depois, falava da frustração de não ter podido estudar mais – ele não tem curso superior – quando então confidenciou que, se pudesse, teria optado pela economia.

Num momento de preocupação com a inflação e freqüentes críticas de bastidores à atuação do ministro Guido Mantega (Fazenda), ele alfinetou: “Porque economista é uma beleza. Quando economista é oposição, ele tem solução para tudo. Quando ele chega no governo, não tem solução para nada”.

O presidente ironizou o desempenho da seleção nas Olimpíadas, ao dizer que “se os jogadores da seleção olímpica tivessem a mesma garra que os estudantes do Prouni, a gente teria agora que disputar medalha no domingo”. Alguém da platéia lembrou que o futebol feminino ainda está na disputa.

“Ah, as mulheres são as mulheres… Por isso é que eu sou cada vez mais mulher”, aproveitou. Ao seu lado, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), tida como o nome do PT para 2010, sorriu. Ao fim do discurso, Lula disse esperar que quem vier depois dele seja melhor. A platéia, formada na maioria por petistas e simpatizantes do governo, interrompeu sua fala aos gritos de “Dilma, Dilma”.

Leia mais

3 Responses to “Lula chama Jovens de “babacas”. E Martaxa relaxa…”


  1. 1 Francisco José Gonçalves agosto 21, 2008 às 7:49 pm

    Nosso presidente não sabe nada de educação.

  2. 2 Andreia Baro agosto 22, 2008 às 12:14 am

    É triste ter um presidente como este. Espero um dia ver novamente um Presidente de verdade no poder de nosso país.
    Assim que os brasileiros abrirem os olhos, e votarem certo.

  3. 3 Pedro agosto 22, 2008 às 2:04 pm

    Não pode ser possível isso!!
    Babaca é qm diz!
    Pouca vergonha!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s




Acesse nosso site

Estatísticas

  • 138,816 visitantes

Visitantes Online

web counter

Apoio

RSS Naquela Mesa – Crônicas, MPB e Bossa Nova

  • Roberto, corta essa
    — O que foi playboy? Prefere morrer do que entregar o anel? Roberto ficou paralisado. Não, paralisado não é o melhor adjetivo, indeciso é muito mais representativa. Era como se o tempo tivesse entrado em uma espécie de câmera lenta, e naqueles instantes que pareciam ser anos. A dúvida o consumia. Morrer ali, pelas mãos do criminoso à sua frente, parecia não […]
  • O livro do “Naquela Mesa” está nas lojas!
    Depois uma saga que parecia sem fim, um período de muita expectativa com momentos dramáticos, o livro do “Naquela Mesa” está pronto e à disposição em duas versões: Digital — iBooks Apple Store, Amazon (Brasileira), Amazon (Internacional) Impressa — Perse (Brasileira), Amazon (Internacional) Para quem não sabe, no final de 2013 fiz um projeto de crowdfunding […]
  • Tigresa
    Com a pele ainda arrepiada, Maria se pôs a olhar para a janela, que semiaberta deixava entrar um pouco de claridade no quarto. O frio do dia que amanhecia fazia par com o leve sereno, pós uma noite de chuva intensa. Depois de alguns segundos com o olhar perdido, a umidade do lençol a trouxe de volta. Ter novamente alguém na sua cama era gostoso, mas ao mesmo […]
  • Roda Viva
    Em todo salão presidencial podia se ouvir o roncar de uma pulga, de tão silencioso que estava. Silêncio que foi estrondosamente rompido por palavras ditas em voz alta e que colocaram o porta-voz em pânico: — Dou o primeiro passo no caminho da eternidade e saio da vida para entrar na história! — O que é isso presidente, ficou louca? — questionou o esbaforido […]
  • Façamos
    Sábado de manhã, toca o interfone. — Dona Fátima,  tem uma encomenda aqui para a senhora. — disse o porteiro da escala do final de semana. — Encomenda? De quem é? — Não sei, o motoboy acabou de sair daqui. Deixou uma caixa de papelão e parece ter algo leve dentro. — Vou descer para pegar. Obrigada, Jorge. A curiosidade de Fátima a fez apertar os botões dos d […]
  • Haiti
    Ele não acordou num bom dia. “Que se foda essa porra toda”, pensou antes mesmo de abrir os olhos. Cansado de tudo e de todos, começou o seu plano para mudar o mundo. Não o mundo todo, só o mundo que ele conhecia. O que era muito diferente daquele que ele via na televisão, onde as pessoas tinham uma família bacana, comiam carne todo dia, moravam em casas ampl […]
  • Sob medida
    Casaram-se em uma cerimônia discreta, mas com muita alegria. Jussara e Amilton ainda  seguiram o protocolo da orientação religiosa que tinham e chegaram a noite de núpcias sem qualquer tipo de experiência sexual anterior, coisa rara nos dias de hoje. Haviam se conhecido há alguns anos na igreja evangélica que frequentavam, ali próximo aos trilhos da Mooca, b […]
  • Não existe pecado ao sul do Equador
    Eram colegas de faculdade, Anderson e Viviane, há cerca de três anos. Estudavam no mesmo campus, porém em turmas diferentes. O rapaz estava no final do curso de direito, sua segunda faculdade, logo após ter se formado em administração. Já a moça tinha na cadeira de marketing a sua primeira diplomação. Conheceram-se em uma daquelas festas para arrecadar recur […]
  • Deus lhe pague
    Valmir havia ficado viúvo há pouco tempo, teve a infelicidade de perder a batalha contra o câncer de sua esposa. Um tipo raro que levou anos para levá-la e que o fez adoecer junto ao viver entre idas e vindas de hospitais. Como era distante da família e não teve filhos, acabou tomando todos os cuidados ele mesmo. Ao menos, recursos não lhe faltaram. Era advo […]
  • A novidade
    — Você pode segurar a porta, por favor? — perguntou Maria Alice para um distinto senhor que já estava dentro do elevador. Atendendo ao pedido sem titubear, Adamastor pediu licença à sua acompanhante e fez a gentileza, aguardando casal que estava chegando. Ainda na porta perguntou: — Vocês vão para qual andar? — O da cobertura. — respondeu o marido. — Nós tam […]

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: